domingo, 7 de julho de 2024

Trair e coçar é só começar... mas como é que começa?


Trair e coçar é só começar...

mas como é que começa?

 

E de repente o casamento definhou. Já vinha definhando fazia algum tempo, mas só então eu começava a me dar conta de que era real.

Quase cinco anos de namoro, três de vida conjunta, com véu e grinalda e tudo o mais, e de repente eu parecia me sentir só.

A separação física parecia ser apenas uma questão de tempo, meses, dias.

Ou eu tentava, com todas as forças e por todos os meios juntar os cacos, remendar onde fosse preciso para salvar aquilo que antes prometia um felizes para sempre, ou me deixava acreditar que isso pouco me importava.

De verdade, verdade mesmo, eu já tinha vivenciado momentos na torcida do contra... não exatamente desejando, mas conjeturando acabar tudo de vez.

E chegaram momentos em que eu já revirava a minha cabeça, minhas coisas, em busca de lembranças, recordações, nomes, em busca de anotações.

Meus velhos cadernos de faculdade e colégio amarelando num grande embrulho feito com saco de entulho sobre o guarda roupa. Foi o que achei na época para amontoar minhas relíquias, aproveitando que o apartamento estava em reforma.

Naqueles cadernos podia conter... eu sabia que continham, nomes, números de telefone, endereços, anotados aqui, ali. Passei uma semana vasculhando, sempre às escondidas, nos meus momentos de solidão material.

Solidão afetiva já era quase uma constante.

Eu revirava as minhas coisas e me revirava em busca de alguém.

Sexo?

Também. De fato já me fazia falta.

Mais que sexo, porém, eu me revirava em busca de afetividade.

Haviam nomes nas minhas anotações, sim, vários nomes, números de telefone... não liguei para nenhum, não procurei por ninguém; alguns, por falta de interesse, outros, por falta de coragem.

É passado, é passado.

O meu presente não era mais o colégio, não era a faculdade, era a repartição onde eu trabalhava (trabalho ainda), por tanto tempo quanto o tempo de namoro e casamento.

E de tanto me revirar, acabei descobrindo que eu estava a caminho de cometer um adultério.

Eu estava quase pronta para trair.

Mas faltava o quase.

(continua em breve)



<<<<<<<<<< >>>>>>>>>>

Super promoção de férias

Qualquer ebook por R$ 4,99

QC-101 A cidade transa (15 histórias)

QC-102 - A mulher do próximo e outros perigos eróticos (15 histórias)

QC-103 - Contos eróticos da igrejinha (15 histórias)

QC-104 - Daily sex... e a teoria da calcinha furada (15 histórias)

QC-105 - Elas e Elas... women´s love (15 histórias)

QC-106 - Quinze homens e um destino (15 histórias)

QC-107 - Segredos femininos (15 histórias)




PIX
annariglane@gmail.com

Enviar comprovante + código(s) para
annariglane@gmail.com

RECEBA O(S) EBOOK(S) EM PDF


Clique e confira os contos na nossa 

Promoção válida até 31 de julho de 2024



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O poderoso pó de buceta

O poderoso Pó de Buceta   Não sei se alguém vai acreditar, mas… Muita gente não tem fé, não acredita em certas coisas, certos aconte...